Skip to content
Alimentação sustentável pode ajudar a sua saúde e a do planeta

Alimentação Positiva

Os alimentos de origem vegetal, que há tempos eram considerados apenas acompanhamentos nas principais refeições, estão virando a estrela do prato! Uma alimentação à Base de Plantas, conhecida como Plant-Based, vai além da nutrição e da saúde. Envolve também sustentabilidade!

Mulher segurando um garfo e uma faca em frente à câmera

Uma alimentação à Base de Plantas, conhecida como Plant-Based, vai além da nutrição e da saúde. Envolve também sustentabilidade!

Os vegetais, em suas diversas formas de preparação, estão conquistando mais espaço na nossa mesa. A proposta desse novo movimento chamado Plant-Based, ou à Base de Plantas, que está conquistando cada vez mais adeptos no mundo todo, é incluir na alimentação uma maior diversidade de alimentos que crescem da terra (como frutas, legumes, verduras, cereais, tubérculos, leguminosas, grãos integrais, oleaginosas e sementes).

A ideia não é necessariamente tornar-se vegetariano ou vegano, mas comer mais produtos de origem vegetal, diminuindo, assim, proporcionalmente, o consumo de alimentos de origem animal. Com uma grande variedade de micronutrientes, fibras, antioxidantes e compostos bioativos, essa dieta ajuda na manutenção e no bom funcionamento do organismo.

Um prato mais sustentável?

Veja como fica a montagem do prato, baseado em uma dieta padrão americana de 2.500 calorias para pessoas saudáveis, segundo a alimentação Plant-Based:

Gráfico ilustrado no formato de pizza com os ingredientes ideais na montagem do prato

Fonte: “Alimento, Planeta, Saúde”, Relatório Sumário da Comissão EAT-Lancet

Na hora de montar o prato, dedique metade do espaço para vegetais e frutas; na outra metade, combine grãos integrais, fontes de proteína vegetal, óleos vegetais insaturados e, se não deseja cortar a fonte de proteína animal, inclua uma quantidade modesta.

Cuidando do planeta

Além de nutritiva e rica em vitaminas e minerais e compostos bioativos, uma alimentação que leva em consideração uma maior participação de grupos vegetais dá suporte também à saúde do planeta, o que pode aumentar em 49% o suprimento global de alimentos, sem expandir as terras cultivadas.

Assim, pense e avalie como você anda realizando a composição das suas refeições e procure aumentar gradualmente o consumo diário de vegetais, respeitando seus gostos particulares no que diz respeito à variedade alimentar e aproveite para abusar de diferentes formas de preparo dos alimentos, contribuindo para um maior prazer à mesa. A gente sabe, mudar radicalmente a alimentação pode ser um desafio, mas que tal criar um cardápio mais equilibrado, que inclua uma quantidade maior dos alimentos de origem vegetal e menor dos de origem animal?

Uma boa opção é começar fazendo, apenas uma vez na semana, uma alimentação totalmente baseada em plantas. Essa é a proposta da campanha Segunda sem Carne, criada pela organização The Mondays Campaign, para conscientizar as pessoas. Inspirados nesse movimento, alguns restaurantes já eliminaram a carne do cardápio das segundas-feiras, trazendo outras opções de vegetais para agradar a seus clientes. Que tal deixar a alimentação mais nutritiva e experimentar novos sabores e texturas? E sempre se lembre de conversar com seu nutricionista antes de fazer uma mudança importante na sua alimentação.

Nós, da Kibon, buscamos uma alimentação mais inclusiva e divertida para a atender ao maior número possível de pessoas com nossos deliciosos produtos!

Você já conhece o Magnum Amêndoas Vegano? Elaborado sem processos e ingredientes de origem animal, Magnum Amêndoas Vegano conta com a certificação da SVB (Sociedade Brasileira de Vegetarianismo) na sua embalagem, o que garante a nossa transparência com relação à fabricação do produto e assegura que nenhum processo produtivo ou ingrediente utilizado seja de origem animal. Elaborado à base de proteína de origem vegetal, é uma ótima opção para quem visa uma alimentação mais sustentável, seja para aqueles que estão reduzindo o consumo de alimentos de fontes animais, vegetarianos e veganos, ou mesmo para quem leva uma vida sem restrições alimentares.

Para quem busca refrescância, nossa tradicional linha Fruttare conta com frutas de origem sustentável! Com experiência de sabor, textura e cor da própria fruta, Fruttare Muita Fruta, nos sabores manga e morango, conta com poucos ingredientes e mais fruta em sua composição.

Experimente e conte pra gente o que achou dessas delícias! Poste em suas redes sociais e marque @kibonbr.

Gostou desta matéria? Fique ligado que em breve postaremos mais dicas para você e sua família. E lembre-se, em caso de dúvida, sempre consulte um nutricionista!

palito de picolé

Referências Bibliográficas

1. Alimento, Planeta, Saúde: Dietas Saudáveis A Partir De Sistemas Alimentares Sustentáveis [Internet]. [acesso em 08 de julho de 2020]. Disponível em: https://eatforum.org/content/uploads/2019/04/EAT-Lancet_Commission_Summary_Report_Portugese.pdf

2. What if the whole word went vegan? [Internet]. Washington: Conservation Magazine; 2016 Mar 22. [acesso em 08 de julho de 2020] Disponível em: https://www.conservationmagazine.org/2016/03/can-vegans-really-save-planet/ 

3. Borguini, R. G., & Torres, E. A. F. da S. (1). Alimentos orgânicos: qualidade nutritiva e segurança do alimento. Segurança Alimentar E Nutricional, 13(2), 64-75.

4. Climate Change and Food Systems. Sonja J. Vermeulen, Bruce M. Campbell, John S.I. Ingram. Annual Review of Environment and Resources 2012